sexta-feira, 22 de outubro de 2010





we are programmed just to do
anything you want us to


we are the robots
we are the robots
we are the robots
we are the robots


(kraftwerk - the robots, 1978)

6 comentários:

menina de porcelana disse...

que imagem fenomenal.
fiquei na dúvida se era a janela de uma cela, com a luz da liberdade. se era outro tipo de janela. daquelas que nos prendem no sofá. ou na cadeira mais esquelética. e nos atam a mente.

(mas o mundo cá fora também pode ser uma prisão. e, a bem dizer, as janelas que inicialmente nos prendem no (des)conforto podem também dar o pretexto, e a estória, para saltarmos dele.)

(aliás, esta janelinha onde te encontro é um bom exemplo disso... :*)

m.a. disse...

No, we are not...

maria disse...

well, i am.
therefore, let me congratulate you, m.a., for not being.

m.a. disse...

maria
Sorry, I don´t believe you...

Zé o Caçador disse...

parede zarolha

e somos pois somos não somos?

Anónimo disse...

ser robot em percentagem ou em números brutos?
bom tópico para póche-dóque.
: )
(filipa)