quarta-feira, 20 de outubro de 2010





evidentemente, uma palavra é um insulto simplesmente porque se diz com a intenção de insultar, independentemente da sua acepção segundo o dicionário. as palavras e, especialmente, as palavras de praga ou injúria, são o que a opinião pública decide que sejam.




(george orwell - na penúria em paris e em londres, 1933)

10 comentários:

menina de porcelana disse...

eu adoro [este post]!, como diria o meu papá depois de comer um bolo de coco...

o contexto muda tudo... mas a forma como se lêem as coisas muda ainda mais.

(apropriado ao presente contexto das minhas palavras. ... pergunto-me como alguma vez nos poderemos entender, se tudo é uma questão de interpretação?...)

maria disse...

little china girl,

parece-me que a filipa se dedicava ao estudo da ignorada função descompressora da linguagem.

nada que a escola ensine, com efeito :)

menina de porcelana disse...

lembrei-me do conto do "noque": "tu és um noque!"
...

Chapa disse...

Belo jardim.

Anónimo disse...

maria, little china girl,
e há lá coisa mais descompressora do que estar na penúria (e a tentar deixar de fumar) e a única arma à mão ser de natureza linguística? : )

Chapa, só faltou ser à beira-mar plantado : )

(filipa)

henedina disse...

E a conseguir deixar de fumar.

Anónimo disse...

henedina, e a gastar uma pequena fortuna (de que não dispõe) nos pensos nicorette para conseguir deixar de fumar : )))
(filipa)

henedina disse...

pensos, pastilhas o que for
(num cinema perto de si; pede a um medico perto de ti que te arranje - um deles ë da astra e outro da GSK)

se nao conseguires contacta o Hospital da Covilha hä lä uma consulta de prevencao tabagica e a pneumologista que a faz talvez te indique como obter sem tantos custos

Zé o Caçador disse...

Adão e Eva na foto do casamento. São lindos os retratos de família.

Anónimo disse...

: )
(filipa)