quarta-feira, 19 de maio de 2010





mas sejamos decentes, civilizados. humbert humbert esforçou-se, esforçou-se muito, para ser bom. esforçou-se verdadeira e sinceramente.



(vladimir nabokov - lolita, 1955)

8 comentários:

ci disse...

eu tb me esforcei sinceramente mas só consegui um Mustang vermelho :):)

http://talesofordinarylife.blogspot.com/2010/05/red-mustang.html

henedina disse...

"esforçou-se, esforçou-se muito, para ser... esforçou-se verdadeira e sinceramente."
Eu tb, "mas não posso mais".

Anónimo disse...

ci, valeu o esforço, pela amostra : )

henedina, o que terá levado alguém a escrever isto numa parede é qualquer coisa que me intriga sempre que por lá passo.
(filipa)

Caçador disse...

Há dias assim (quase todos)...

menina de porcelana disse...

aposto que foi ouvir a música do Pedro Abrunhosa pela manhã... há aquele terrível azar que é não conseguir tirar uma música da cabeça depois de se acordar com ela. :S

(a lolita é outro livro por abrir. está lá na estante, à espera que eu 'não possa mais' resistir a lê-lo.)

Anónimo disse...

Caçador, verdade, verdadinha. mas daí a escrever isto a vermelho sangue numa parede anónima de uma ruela estreita...

menina da savana, só tu para falares em Abrunhosa e Nabokov com 3 linhas de intervalo :D
e toca a enfrentar a lolita pelos cornos.
vale muitíssimo a pena.

(filipa)

menino mau disse...

esta foto foi tirada nas traseiras da psp, como quem vai para o cimo das escadas de montarroio, certo? :)

Filipa Júlio disse...

menino mau, bingo!
(pertinho, pertinho das nossas tocas)