quinta-feira, 14 de janeiro de 2010




hurry before it's too late
let's fall in love, get married, have a baby
we'll call him Nate... if it's a boy



(prince - sign o' the times, 1987)

17 comentários:

menina de porcelana disse...

dá-me ideia de que quanto mais queremos uma coisa, mais ela nos foge. e quanto mais nos foge, mais a queremos.

"let's fall in love". no hurries. (as 'hurries' suprimem o sabor das coisas. e fazem tão mal...)

Anónimo disse...

menina bonvida – porcelana de portugal, S.A,
andas a passar ao lado do zeitgeist :)
(filipa)

henedina disse...

Filipa há um tempo para tudo e por isso para ti "hurry before it's too late" as mulheres têm relógio biológico os homens não. Amar pode ser até aos 100, 102 :) mas há coisas que não. Sem stress mas organiza-te.
Nada de Proust na vida, só na literatura.

Anónimo disse...

henedina, acho uma coisa estranhíssima o nascimento de bebés por causa do calendário biopsicossocial
(filipa)

Kalkito disse...

Há uma roda no quadro; a do triciclo?
ou triciclo não há, ando perdido?
È como um dardo, o amor fatal que há no seu olho e na certeza.

henedina disse...

Depende, se tens companheiro é uma questão de organização e não achares que há sempre tempo. Porque pode depois não haver.
Se não tens é que é "uma coisa estranhíssima o nascimento de bebés por causa do calendário biopsicossocial"

a verificação de palavras da "dristress" :)

henedina disse...

Lá estou eu a confundir blog com email.

Hoje sinto-me particularmente triste.

Desculpa o primeiro comentário. Não deixou de ser amigo. Mas muito inconveniente :)

Anónimo disse...

kalkito, um triciclo a andar à roda pode ser um dardo fatal :)

henedina, com distress ou tristesse, palavras são palavras, são palavras. valem o que se se estiver disposto a dar por elas :)

(filipa)

menina de porcelana disse...

filipinha... se o zeitgeist são as pressas/as 'hurries'/os stresses..., o problema é que não ando [a passar-lhe ao lado]... ando é a tentar escapar-lhe! :|

;)

(eu também tive um triciclo. e eu gostei tanto do meu triciclo. um dia sumiu-se. nunca joguei monopoly. pode ser que um dia. há um tempo para as coisas, seja ele quando for. e pode até nem ser.)

henedina disse...

:) As mulheres sempre se entendem.
É tb por isso que eu sou feminista. ;)

Anónimo disse...

henedina
- uma mulher é o pior inimigo de outra mulher
- os homens sabem dar valor a características individuais fora do 'looks pack'
- o argumento do 'relógio biológico' exala a expressão socialmente convencionada como 'natural' para pressionar as mulheres a parir; cada mulher tem o seu tempo para decidir
- os melhores feministas que já conheci são homens, da mesma forma que as piores machistas que tenho conhecido são mulheres
- o amor é uma ideia, criativa, espantosa.

o entendimento é uma delícia quando nasce do confronto :)

maria

henedina disse...

"o entendimento é uma delícia quando nasce do confronto :)"

Ainda não tinha almoçado. Agora que já almocei. Tb acho.

"o amor é uma ideia, criativa, espantosa. "
Mas se nos leva a adiar a vida pela sua busca, então é uma treta.

palavras, são palavras, são palavras precisava de ler isto hoje. E adorei que fosse a Filipa o dize-lo.

ci disse...

adoro a repetição do triciclo :)

Anónimo disse...

henedina
e filhos, são o quê?

maria

henedina disse...

Qdo se gosta de um homem os filhos devem ser uma alegria. Encontrar no rosto um traço do homem que amamos mais do que uma expressão nossa. Filhos também podem ser sem traços de ninguem em particular mas que demos noites, cuidados, carinhos e passamos a gostar deles.
E depois há a prolactina para antes destas ideias arrumadas temos uma pulsão para gostar deles de qq forma. Porque são pequenos e frageis e precisam de nós.

Anónimo disse...

henedina

uma visão romanticamente tricotada, com traços de ninguém em particular sobre base azul/rosa.

somos pequenos e frágeis a vida toda, e as palavras assentam em território movediço.

maria

henedina disse...

"somos pequenos e frágeis a vida toda". Como Orwell, uns mais do que outros.

"romanticamente tricotada", efectivamente ontem eu não estava bem. Ontem eu era um RN prematuro de 480g. Hoje tenho restrição de crescimento intra-uterino e tenho 1500g. Menos frágil mas com mais lesões.:)