terça-feira, 22 de novembro de 2011





faltam-me as palavras. faltam-me as palavras. faltam-me as palavras, escreveu repetidamente no seu caderno. e, em seguida, eu falto às palavras, eu falto às palavras, eu falto às palavras.



(lynne tillman - casas assombradas, 1987)

7 comentários:

Chapa disse...

Frenética fuga!

José Luís Espada Feio disse...

muito boas vistas!

euexisto disse...

tão bonito. era homem para não casar contigo, só para não te estragar

alexandra g. disse...

Que comentário tão lindo, o de euexisto. Devias fazer-lhe um post :)

Filipa Júlio disse...

: )))

C disse...

cool !

menina de porcelana disse...

gosto muito...
acho que, realmente, na maior parte das vezes, somos nós que faltamos à(s) palavra(s)...