quarta-feira, 27 de abril de 2011





25 de Abril, sempre!


(com dois dias de atraso, por diversos motivos diversos)

11 comentários:

menina de porcelana disse...

o problema é que, por vezes, e vá-se lá saber que raízes da genética se afundam nos nossos cérebros, muito "Platão" leva à necessidade de muito Prozac... :|

at disse...

Sempre! sem data marcada.

sem-se-ver disse...

oh meu deus, vc é de coimbra?

sem-se-ver disse...

vide
http://sem-se-ver.blogspot.com/2010/08/notas-de-ferias-iii-malfadado.html

:)

José Luís Espada Feio disse...

nunca se vem atrasado quando se vem celebrar Abril! 25 de Abril, sempre!(bom regresso às lides da espiral)

henedina disse...

Bom regresso. Senti falta.

Filipa Júlio disse...

nascida, semi-criada e, por agora, acampada em Coimbra : )
tive pena de não fotografar a inscrição do outro lado da rua, qualquer coisa como
"uma revolução não se vota, faz-se!". igualmente apropriada para os tempos que correm : )
(filipa)

sem-se-ver disse...

nao esta bem do outro lado da rua. está mais abaixo, não é? tb reparei nela qd estve agora aí de ferias de pascoa :)

alegra-me saber que é minha conterrânea (eu auto-exilada no algarve desde 1985)

:)

Táxi Pluvioso disse...

Li esse livro. Só podia ser americanice: receitar textos de Leibniz ou Hegel para "curar" pessoas.

ana barata disse...

Sempre!
E com Platão! Que coitado está, assim como a filosofia, em risco de exclusão do nosso sistema escolar.
Porque será?

Anónimo disse...

sem-se-ver, pelo menos tem mar e ria formosa para acalmar os calores de verão. por aqui, um parque verde artificial, à beira mondego plantado. e a figueira da foz, raínha das praias, a uma maratona de trânsito de distância.
troco, definitivamente : )

ana, em contrapartida o prozac está cada vez mais baratucho. porque será?

(filipa)