segunda-feira, 19 de outubro de 2009





get your handful of remembrance
for you to sprinkle through your life


(ian mcculloch - candleland, 1989)

10 comentários:

blue disse...

real, aqui.

henedina disse...

É onde vivo :).

Anónimo disse...

blue, ainda bem.
henedina, inveja da residência.
(filipa)

menina de porcelana disse...

eu moro na rua da alegria, conta para alguma coisa? ( ;) )

(são "post's" assim que ainda me dão algum alento nestas manhãs... bem-hajas por isso :))

francisco carvalho disse...

Excelente!!

Ra disse...

Adoro tus fotografías, señorita :)

Filipa Júlio disse...

obrigada, obrigada (com um sorriso muito grande que não se consegue fechar entre um parêntesis)

Kalkito disse...

Subo a rua ou desço conformo a sinto, preencho a vida com o sorriso da lua e nela danço as cores numa sedução nua como se o tempo arejasse tudo o que invento. É a minha rua, ou a tua se gostares de criar e sonhar entre cores e mistérios... Na rua do imaginário sou o que quiser, sou o vento sem tempo, ou o tempo sem vento, Rua do imaginário deixa-me entrar e ser tua Rua do imaginário eu quero poder dançar na lua.

Anónimo disse...

kalkito, a imaginação ao poder! :)
(filipa)

candida disse...

olha, queres um pratinho de doxe de abóbora com amendoa???

podes comer com o requeijão.
:)

kixinhos